Para além da educação e da pesquisa

a interação da universidade pública com a sociedade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24302/drd.v10i0.2798

Resumo

Esta pesquisa tem o objetivo de avaliar a interação da UFJF com a sociedade, por meio da análise das interações de seus Grupos de Pesquisa com empresas, poder público e organizações da sociedade civil. A revisão da literatura focou nos modelos da Triple Helix e da Hélice Quádrupla, bem como nas barreiras à interação da universidade com a sociedade. O método utilizado foi a pesquisa de campo, por meio de survey, realizada no mês de outubro de 2019 com a participação de 74 Grupos de Pesquisa da UFJF. A análise dos dados foi realizada por meio estatística descritiva simples e os resultados mais relevantes indicam que as principais interações da UFJF estão relacionadas com outras instituições de ensino e pesquisa, no Brasil e no exterior, seguida de ações de interação com organizações da sociedade civil e com o poder público. Verifica-se que ainda é incipiente a interação com empresas. O ponto positivo é que a resistência de interagir com estas organizações representa menos de 25% dos respondentes, o que propicia a possibilidade de ampliação destas interações.

Palavras-Chave: Interação Universidade-Sociedade. Pesquisa. Extensão. Grupos de pesquisa. Desenvolvimento.

Biografia do Autor

André Ferreira, Universidade Federal Fluminense

Doutorado em Políticas Públicas pelo IE/ PPED – UFRJ, Brasil. Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA/UFF). Professor Adjunto IV. Universidade Federal Fluminense. Volta Redonda. Rio de Janeiro. Brasil.

Fernanda dos Santos Rocha, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca

Mestrado em Administração – PPGA/ UFF, Brasil. Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, (CEFET/RJ). Rio de Janeiro. Brasil.

Publicado

2020-06-19

Como Citar

Ferreira, A., & Rocha, F. dos S. (2020). Para além da educação e da pesquisa: a interação da universidade pública com a sociedade. DRd - Desenvolvimento Regional Em Debate, 10, 634-654. https://doi.org/10.24302/drd.v10i0.2798

Edição

Seção

Artigos