Neoliberalismo e desenvolvimento regional

obstáculos da política regional no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24302/drd.v10i0.2686

Resumo

A tradição neoliberal tem produzido modificações no papel do Estado e na condução da vida pública, dessas transformações não escapa as políticas regionais. Nesse contexto, o presente artigo visa averiguar o caráter das políticas regionais no Brasil nos últimos 20 anos, se a sua condução está sujeita as diretrizes neoliberais estabelecidas para “Estado de Consolidação”, bem como as possibilidades e limites que tais orientações impõem a desenvolvimento regional. Para tanto, é realizada uma revisão de literatura sobre o conceito de neoliberalismo e suas remodelações do papel do Estado; a influência deste sobre as orientações nas políticas regionais proposta por organismos internacionais; e, por fim, apresenta o direcionamento das política de desenvolvimento regional no Brasil, nos últimos 20 anos, e sua interlocução com a lógica neoliberal. Os resultados sugerem que embora haja a retomada das políticas regionais no país, com impactos regionais relevantes, a condução da política está restrita a agenda de políticas neoliberais que formam “Estado de Consolidação”, portanto, sujeita as orientações dos credores do Estado, com atuação reduzida a conceder estímulo ao aumento de competitividade do território no sentido de torna-los mais atrativos para as decisões de localização, da produção, emprego e população do mercado.

Palavras-chave: Neoliberalismo. Desenvolvimento Regional. Políticas Regionais.

Biografia do Autor

Raphael de Oliveira Silva, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada; Universidade Federal da Bahia

Doutorando em Economia pela Universidade Federal da Bahia, Pesquisador Associado do Programa de Pesquisa para o Desenvolvimento Nacional (PNPD) na Diretoria de Estudos e Políticas Regionais, Urbanas e Ambientais (Dirur) do Ipea. Brasília. Brasil.

Mabel Diz Marques, Universidade Federal da Bahia

Doutoranda em economia pela Universidade Federal da Bahia. Mestra em economia aplicada pela Universidade Federal de São Carlos (2017). Especialista em controladoria e finanças pela Faculdade 2 de Julho (2018). Graduada em ciências econômicas pela Universidade Federal da Bahia (2015). Possui experiência na área de Economia, atuando principalmente nos seguintes temas: inovação e mudanças técnicas, padrões setoriais de inovação e métodos de análise e planejamento regional

Publicado

2020-05-08

Como Citar

Silva, R. de O., & Marques, M. D. (2020). Neoliberalismo e desenvolvimento regional: obstáculos da política regional no Brasil. DRd - Desenvolvimento Regional Em Debate, 10, 348-369. https://doi.org/10.24302/drd.v10i0.2686

Edição

Seção

Artigos