Dinâmica de polarização

os casos dos polos industriais de Anápolis e Rio Verde em Goiás

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24302/drd.v9ied.%20esp..2124

Resumo

Esse artigo discute as especificidades das estruturas industriais dos polos industriais de Anápolis e de Rio Verde, em Goiás, analisando suas diferenças em termos de fatores aglomerativos, integração com o tecido produtivo local e consequente capacidade de dinamizar a sua economia e a de seu entorno. Para tanto, constrói um Índice de Diversificação Industrial (IDInd), uma Razão de Concentração Setorial (RCS) e um Índice de Territorialização (IT), utilizando dados da RAIS e do sistema de notas fiscais eletrônicas da SEFAZ-Go. Conclui que Anapolis teve seu desenvolvimento industrial associado principalmente à economias de aglomeração urbanas, resultando em uma indústria mais diversificada, com baixa integração intra e inter setorial, bem como com o restante do tecido produtivo regional. Em decorrência, apresenta um baixo multiplicador interindustrial e limitada capacidade de impulsionar a economia no seu entorno. Rio Verde, por sua vez, teve sua industrialização associada a economias de especialização marshallianas, no bojo de um movimento de modernização agropecuária e integração com a indústria, dando origem a complexos agroindustriais altamente integrados e inseridos na economia regional. Seus encadeamentos mais densos se convertem em maiores impulsos para o crescimento local e regional. Por fim, chama a atenção para a importância de se considerar essas especificidades ao se pensar políticas industriais para o estado. 

Palavras chave: Polos industriais. Desenvolvimento regional. Aglomerações. Anápolis. Rio Verde.

Biografia do Autor

Sérgio Duarte de Castro, Pontifícia Universidade Católica de Goiás

Doutor em Economia. Professor do Mestrado em Desenvolvimento e Planejamento Territorial (MDPT) da PUC-GO. Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

Iran Oliveira Silva, Pontifícia Universidade Católica de Goiás

Mestrando no Programa de Mestrado em Desenvolvimento e Planejamento Territorial (MDPT) da PUC-GO. Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

Publicado

2019-05-16

Como Citar

Castro, S. D. de, & Silva, I. O. (2019). Dinâmica de polarização: os casos dos polos industriais de Anápolis e Rio Verde em Goiás. DRd - Desenvolvimento Regional Em Debate, 9(ed. esp.), 94-109. https://doi.org/10.24302/drd.v9ied. esp.2124