Análise das Práticas de Governança Eletrônica de Municípios do Estado de Santa Catarina

Autores

  • Geovanne Dias de Moura Universidade Comunitária da Região de Chapecó - UNOCHAPECÓ
  • Lara Fabiana Dallabona Universidade Regional de Blumenau (FURB)
  • Odir Luiz Fank Universidade Regional de Blumenau - FURB
  • Paulo Sérgio Almeida-Santos Universidade Regional de Blumenau - FURB
  • Patrícia Siqueira Varela FEA/USP

DOI:

https://doi.org/10.24302/agora.v20i2.958

Palavras-chave:

Governança eletrônica. Perfil socioeconômico. Municípios de Santa Catarina.

Resumo

Espera-se, com este estudo, contribuir para a avaliação das práticas de governança eletrônica em governos municipais, bem como identificar em quais contextos a sua implantação é mais promissora, o que poderá contribuir para os avanços na formulação de políticas públicas que objetivem dar maior transparência às ações dos gestores públicos, como por exemplo, o que foi previsto pela Lei nº 131/2009. Assim, o estudo objetivou analisar as práticas de governança eletrônica dos municípios do estado de Santa Catarina e verificar sua correlação com as variáveis PIB (Produto Interno Bruto), IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e Tamanho. Pesquisa descritiva, com análise documental e abordagem quantitativa dos dados de 57 municípios com população acima de vinte mil habitantes. Os resultados apontam que, das cinco dimensões da métrica sobre práticas de governança eletrônica, destacou-se à prestação de serviços, seguida pelas práticas de usabilidade e acessibilidade, conteúdo, participação cidadã e privacidade e segurança, nesta ordem. Quanto ao índice de governança eletrônica, os resultados indicaram que o mínimo de práticas aderidas por estes é igual a 13%, o máximo de 76%, enquanto que a média dos municípios sob estudo foi de 50%. Concluiu-se que os municípios maiores e com melhores condições socioeconômicas representadas pelo IDH, PIB aderiram a um maior número de práticas de governança eletrônica.

Biografia do Autor

Geovanne Dias de Moura, Universidade Comunitária da Região de Chapecó - UNOCHAPECÓ

Doutor em Ciências Contábeis e Administração pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Universidade Regional de Blumenau (FURB). Professor da Universidade Comunitária da Região de Chapecó – UNOCHAPECÓ. Área de Ciências Sociais Aplicadas da Unochapecó

Lara Fabiana Dallabona, Universidade Regional de Blumenau (FURB)

Doutora em Ciências Contábeis e Administração pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Universidade Regional de Blumenau (FURB)

Odir Luiz Fank, Universidade Regional de Blumenau - FURB

Mestre em Ciências Contábeis pela Universidade Regional de Blumenau - FURB

Paulo Sérgio Almeida-Santos, Universidade Regional de Blumenau - FURB

Mestre em Ciências Contábeis pela Universidade Regional de Blumenau - FURB

Patrícia Siqueira Varela, FEA/USP

Doutora em Controladoria e Contabilidade pela FEA/USP

Publicado

2015-12-18

Como Citar

Moura, G. D. de, Dallabona, L. F., Fank, O. L., Almeida-Santos, P. S., & Varela, P. S. (2015). Análise das Práticas de Governança Eletrônica de Municípios do Estado de Santa Catarina. Ágora : Revista De divulgação científica, 20(2), 84-106. https://doi.org/10.24302/agora.v20i2.958

Edição

Seção

Artigos