USO DE MEDICAMENTOS PSICOTRÓPICOS NO PROGRAMA SAÚDE MENTAL NO MUNICÍPIO DE ÁGUA DOCE – SC

Autores

  • Wanessa Paula Spagnol Universidade do Contestado
  • Roniele Balvedi Iacovski Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL)

DOI:

https://doi.org/10.24302/agora.v17i1.46

Palavras-chave:

Psicotrópicos, Programa Saúde Mental, Assistência Farmacêutica

Resumo

Introdução: O Programa de Saúde Mental (PSM) é a base mantedora das ações que garantem e recuperam a saúde mental. Psicofármacos são os medicamentos de escolha no tratamento das psicopatologias e seu consumo vem aumentando. Objetivo: Nesse contexto, este estudo pretende investigar o consumo de psicotrópicos na população atendida na Unidade Básica de Saúde (UBS) de Água Doce-SC. Metodologia: A pesquisa trata-se de um estudo quantitativo transversal retrospectivo desenvolvido com 205 usuários da UBS. Para guiar a coleta dos dados foi elaborado um questionário composto de questões estruturadas, semi-estruturadas e abertas. Foi realizado um estudo piloto. Os dados foram analisados e organizados por meio de estatística descritiva. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade do Contestado. Resultados: Pouco mais da metade (51,6%) dos voluntários tinha idade entre 18 a 41 anos, destes, um percentual de 83,9% eram mulheres. Apenas 8,8% dos entrevistados completaram o ensino médio. A renda média familiar de 62% da população variou de 1 a 3 salários mínimos. Um percentual de 21% referiu usar psicofármacos. A maioria (79%) não fazia uso de psicotrópico. Dos 43 usuários de medicamentos psicotrópicos, 34,9% afirmaram ter acesso à medicação através do PSM. Na dispensação observou-se a atuação do farmacêutico. Conclusões: Na análise dos resultados, percebe-se que um percentual expressivo da população estudada usa psicotrópicos. A principal fonte de acesso foi à farmácia comercial. Como resultado da atuação do farmacêutico observou-se a orientação farmacêutica. Faz-se necessária uma reflexão sobre o papel do farmacêutico como educador em saúde, com relação ao tratamento farmacológico dos transtornos mentais.

Biografia do Autor

Wanessa Paula Spagnol, Universidade do Contestado

Farmacêutica – Bioquímica. Acadêmica do Curso de Pós-Graduação “Lato Sensu” em Ciências da Saúde, da UnC Concórdia. Farmacêutica do município de Água Doce.

Roniele Balvedi Iacovski, Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL)

(Mestre). Farmacêutica – Bioquímica. Coordenadora e Supervisora do Estágio Curricular Obrigatório em Saúde Pública do Curso de Farmácia da UNISUL. Professora da disciplina de Parasitologia dos Cursos de Farmácia, Enfermagem e Nutrição da Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL)

Como Citar

Spagnol, W. P., & Iacovski, R. B. (1). USO DE MEDICAMENTOS PSICOTRÓPICOS NO PROGRAMA SAÚDE MENTAL NO MUNICÍPIO DE ÁGUA DOCE – SC. Ágora : Revista De divulgação científica, 17(1), p. 94-102. https://doi.org/10.24302/agora.v17i1.46

Edição

Seção

Artigos