A PREVALÊNCIA DE DOENÇAS LOMBARES EM PACIENTES DE TERCEIRA IDADE NA CIDADE DE CONCÓRDIA – SC

Autores

  • Márcia Hoffmann Universidade do Contestado

DOI:

https://doi.org/10.24302/agora.v17i1.43

Palavras-chave:

Envelhecimento, Lombalgia, Coluna Vertebral

Resumo

Com o envelhecimento ocorre uma diminuição da função dos órgãos que acaba por tornar o idoso fragilizado e suscetível a processos patológicos, como a lombalgia. A região lombar é a mais propensa a essas patologias devido à magnitude das cargas que ela suporta. A presente pesquisa teve por objetivo avaliar a prevalência de patologias lombares, assim como a idade, sexo e profissão, nas fichas de avaliação de pacientes idosos que realizaram fisioterapia no período de janeiro a dezembro de 2006, na Clinifisio – Clínica de Fisioterapia e Reabilitação da cidade de Concórdia – SC. Na análise das fichas dos pacientes, constatou-se que entre 100 pacientes atendidos 83% eram do sexo feminino; as profissões mais acometidas tanto nas mulheres como nos homens foram a agricultura (49% nos homens e 38% nas mulheres) e os serviços gerais (30% nos homens e 27% nas mulheres). A idade mais presente em ambos os sexos foi dos 60 aos 64 anos. As doenças lombares encontradas nos idosos de ambos os sexos formam os osteófitos (40 pacientes) e artrose (25 idosos). Apesar de o envelhecimento ser um processo natural para a sociedade, é importante almejar melhoria na qualidade de vida daqueles que já envelheceram ou daqueles que estão em processo de envelhecimento.

Biografia do Autor

Márcia Hoffmann, Universidade do Contestado

Bacharel em Fisioterapia pela Universidade do Contestado – UnC Campus de Concórdia – SC. Acadêmica do curso de Pós-Graduação “lato sensu” multidisciplinar com concentração em Gerontologia

Como Citar

Hoffmann, M. (1). A PREVALÊNCIA DE DOENÇAS LOMBARES EM PACIENTES DE TERCEIRA IDADE NA CIDADE DE CONCÓRDIA – SC. Ágora : Revista De divulgação científica, 17(1), p. 62-70. https://doi.org/10.24302/agora.v17i1.43

Edição

Seção

Artigos