O ENSINO DE ARTE E COLETIVIDADE: A PRÁTICA SOCIAL

Autores

  • Rosemari Nalevaia Universidade do Contestado
  • Maria Lucimara dos Santos Universidade do Contestado

DOI:

https://doi.org/10.24302/agora.v17i2.193

Palavras-chave:

Arte - Ensino, Trabalho em Equipe

Resumo

A presente pesquisa apresenta a importância do trabalho em equipe nas aulas de arte. Em uma ação que optou em saber, se a disciplina de arte através dos trabalhos em grupo pode ser usada na escola para promover a integração dos alunos na sociedade. O tema deste trabalho tem relevância no sentido de que a formação social do indivíduo depende muito de sua formação escolar. Tendo em vista esta questão foram desenvolvidas pesquisas bibliográficas para fundamentar e analisar os dados, para os quais foram realizadas práticas de ensino com alunos da educação básica. Ainda como fonte de análise também foram desenvolvidos questionários com os mesmos alunos e com professores de uma determinada escola. Durante a realização da pesquisa, coincidiu a participação da pesquisadora com os alunos e professores em um determinado trabalho de equipe, aprofundando a compreensão do tema em evidência. A pesquisa compreende que a disciplina de arte proporciona aos alunos uma forma de integridade social, onde os mesmos podem aprender como conviver em sociedade através de trabalhos em equipe.

Biografia do Autor

Rosemari Nalevaia, Universidade do Contestado

Aluna do curso de pós-graduação da Universidade do Contestado, Campus de Mafra.

Maria Lucimara dos Santos, Universidade do Contestado

Mestre em educação. Professora orientadora da Universidade do Contestado, Campus Mafra.

Publicado

2012-05-23

Como Citar

Nalevaia, R., & Santos, M. L. dos. (2012). O ENSINO DE ARTE E COLETIVIDADE: A PRÁTICA SOCIAL. Ágora : Revista De divulgação científica, 17(2), 192-202. https://doi.org/10.24302/agora.v17i2.193

Edição

Seção

Artigos