AVALIAÇÃO FUNCIONAL EM PACIENTES SUBMETIDOS A MENISCECTOMIA ARTROSCÓPICA

Autores

  • Ana Paula Gomes Ribas Universidade do Contestado
  • Malu Cristina Araújo Montoro Lima Universidade do Contestado

DOI:

https://doi.org/10.24302/agora.v16i2esp..137

Palavras-chave:

Avaliação Funcional do Joelho, Meniscectomia artroscópica, Reabilitação Fisioterapêutica

Resumo

Com o objetivo de avaliar os resultados funcionais follow up pós-meniscectomia artroscópica e pós-reabilitação fisioterapêutica, foram avaliados retrospectivamente 10 pacientes voluntários de ambos os sexos, com idades entre 18 e 50 anos, submetidos à meniscectomia artroscópica após um seguimento não inferior a 12 meses. Foi adotado para esta pesquisa o Questionário Específico para Sintomas do Joelho Lysholm Knee Scoring Scale. Foram avaliados o grau de força muscular de quadríceps e isquiotibiais e a ADM de flexão e extensão do joelho. As principais limitações funcionais pós meniscectomia e pós- reabilitação fisioterapêutica verificadas foram: dificuldade para realizar agachamento, travamento ocasional, instabilidade ocasional, dor e presença de edema após exercícios pesados. 10% dos pacientes consideraram os resultados excelentes, 30% bom, 20% regular e 40% ruim. Salienta-se a importância da realização de novas pesquisas sobre o assunto, utilizando-se uma amostragem maior que a utilizada no presente estudo, porém, com uma avaliação de ADM e de força muscular prévias ao tratamento, por serem parâmetros úteis para a comparação dos resultados funcionais pós-tratamento. Destaca-se ainda a necessidade de um estudo sobre os diferentes protocolos de tratamentos fisioterapêuticos aplicados no pós-operatório, tendo em vista que ainda não há um consenso geral entre fisioterapeutas sobre o assunto.

Publicado

2012-04-11

Como Citar

Ribas, A. P. G., & Lima, M. C. A. M. (2012). AVALIAÇÃO FUNCIONAL EM PACIENTES SUBMETIDOS A MENISCECTOMIA ARTROSCÓPICA. Ágora : Revista De divulgação científica, 16(2esp.), p. 477-486. https://doi.org/10.24302/agora.v16i2esp.137