AVALIAÇÃO DA RELAÇÃO DA QUALIDADE MICROBIOLOGICA DA AGUA DE CONSUMO NO MUNICIPIO DE SANTA CECÍLIA E DOENÇAS VEICULADAS POR AGUA CONTAMINADA

Autores

  • F. Priester Universidade do Contestado
  • M. R. Seidel Universidade do Contestado

DOI:

https://doi.org/10.24302/agora.v16i2esp..134

Palavras-chave:

Água. Contaminação. Diarreia.

Resumo

O presente estudo avaliou a relação entre a qualidade microbiológica da água da rede de abastecimento para o consumo humano do município de Santa Cecília e as doenças veiculadas por eventual contaminação. Foram analisadas vinte amostras de água, coletadas diretamente da rede de distribuição em cinco bairros com diferentes condições sócio-econômicas, em períodos alternados. Estas amostras foram coletadas em trabalho conjunto com a Vigilância Sanitária sendo após, encaminhadas para análise de cloro residual, pH, características organolépticas, físico-químicas e microbiológicas. No período da primeira coleta foram registrados, 80 casos de diarréia. As primeiras amostras de água coletadas no presente estudo foram na segunda semana do mês sendo que a amostra do Bairro Vila Nova apresentou contaminação significativa por E.coli com presença em 100 mL, período no qual foi registrado o maior número de casos de diarréia (26). Na segunda coleta, o número de casos de diarréia foi de 222, sendo a maioria na primeira semana deste (79). As amostras apresentaram coliformes totais em 100 mL de amostra no Bairro Vila Nova, exatamente na semana em que foi registrado o maior número de doentes por diarréia. No terceiro ponto de coleta para estudo, foram registrados 136 casos de diarréia. As amostras coletadas neste mês foram na segunda semana, sendo que nos Bairros Vila Nova e Guilherme Rauen, as mesmas apresentaram coliformes totais em 100 mL de amostra, e nesta foram registrados 37 casos, embora na terceira e quarta semanas, este número de casos foi semelhante. Nas últimas coletas para estudo, foram notificados 79 casos. As coletas de água para análise deste intervalo foram na terceira semana, a qual teve um maior número de casos (27), sendo detectada presença de coliformes totais em 100 mL de amostra no Bairro Guilherme Rauen. Embora os dados aqui apresentados demonstrem ser possível a relação de um maior número de casos em períodos onde foram detectados coliformes fecais e ou totais, para afirmar a relação entre o aparecimento de coliformes e doenças diarréicas veiculadas pela água em determinados períodos, é necessário obter mais dados e estudos como coleta nos diversos pontos semana a semana, estabelecimento do bairro onde ocorreu a notificação da diarréia, e se possível, a causa da mesma (veiculada por água, alimentos ou outras causas). O que pode ser realizado com este estudo é repassar aos setores de Vigilância Sanitária e Epidemiológica estes dados obtidos e a sua discussão, a fim de determinar estratégias para melhorar a obtenção de estatísticas, pois isto auxilia enormemente no conhecimento dos locais de maior ocorrência de doenças e estabelecimento de suas causas.

Publicado

2012-04-11

Como Citar

Priester, F., & Seidel, M. R. (2012). AVALIAÇÃO DA RELAÇÃO DA QUALIDADE MICROBIOLOGICA DA AGUA DE CONSUMO NO MUNICIPIO DE SANTA CECÍLIA E DOENÇAS VEICULADAS POR AGUA CONTAMINADA. Ágora : Revista De divulgação científica, 16(2esp.), p. 446-454. https://doi.org/10.24302/agora.v16i2esp.134