Escolaridade de Criminosos

Autores

  • Jilia Diane Martins Boldori Universidade do Contestado

DOI:

https://doi.org/10.24302/agora.v21i1.1003

Palavras-chave:

Educação. Criminosos. Ensino universitário.

Resumo

Partindo do pressuposto de que toda proposta de desenvolvimento regional está direcionada a buscar a melhoria da qualidade de vida dos indivíduos, superando carências básicas, como a educação e, sabendo que educação é um direito social, necessita ser garantida a todos, incluindo aqueles que cometeram crimes. Em que pese esta afirmação, dados oficiais demonstram que o nível de escolarização dos encarcerados é baixo. Para alterar este quadro, políticas públicas educacionais para o sistema prisional são criadas. O presente artigo tem como objetivo investigar o grau de escolaridade dos autores de crime de homicídio ocorridos em 2014, nos processos que tramitam perante a primeira vara criminal da comarca de União da Vitória, Estado do Paraná, bem como verificar os benefícios que o ensino universitário proporciona aos autores de crimes.

Biografia do Autor

Jilia Diane Martins Boldori, Universidade do Contestado

Advogada Criminalista. Professora do Curso de Direito da Universidade do Contestado, Campus de Porto União.

Publicado

2016-08-17

Como Citar

Boldori, J. D. M. (2016). Escolaridade de Criminosos. Ágora : Revista De divulgação científica, 21(1), 5-23. https://doi.org/10.24302/agora.v21i1.1003

Edição

Seção

Artigos