Recolhimento e descarte dos medicamentos das farmácias caseiras no município de Caçador - SC

  • Paula Roberta Tessaro Universidade Alto Vale do Rio do Peixe – UNIARP
  • Vilmair Zancanaro UNIARP
Palavras-chave: Medicamentos, Descarte correto, Conscientização

Resumo

O Brasil está entre os países que mais consome medicamentos e contribui consequentemente para o aumento desses os quais, terão como destino o lixo comum. A principal forma de descarte desses resíduos é por meio de lixões a céu aberto ou direto na rede de esgoto doméstico. A conscientização para um descarte correto de medicamentos vencidos ou não utilizados é necessária para evitar poluição do meio ambiente. O objetivo da pesquisa foi recolher e selecionar medicamentos não utilizados e ou vencidos, evitando automedicação e contaminação do meio ambiente. Em parceria com a Secretaria de Saúde, caixas coletoras foram colocadas junto a Estratégia de Saúde da Família - ESF’s de vários bairros de Caçador/SC. Reuniões realizadas com os agentes de saúde, para que os mesmos distribuíssem panfletos informativos, incentivando e demonstrando a importância do descarte correto de medicamentos. Foram realizadas visitas aos pontos de coletas quinzenalmente, para monitoramento do volume e recolhimento dos medicamentos. Cerca de quarenta quilos de medicamentos foi recolhida. Várias foram às classes de medicamentos recolhidos, entre os mais descartados podemos citar o Cloridrato de Metformina. Dentre os medicamentos descartados 40% dos blisters estavam intactos, demonstrando que o paciente está sendo mal orientado ou não realiza seu tratamento de saúde corretamente, causando grande desperdício de medicamentos e de dinheiro público. A conscientização esta ocorrendo de forma lenta e gradual, sendo necessário investir em outras formas de abordagem para que o descarte correto de medicamentos se torne um hábito, evitando a contaminação desses agentes tóxicos ao meio ambiente.

Biografia do Autor

Paula Roberta Tessaro, Universidade Alto Vale do Rio do Peixe – UNIARP
Acadêmica do Curso de Farmácia da Universidade Alto Vale do Rio do Peixe – UNIARP - Caçador /SC
Vilmair Zancanaro, UNIARP
Professora do curso de Farmácia com especialização em Análises Clínicas. Coordenadora do Fundo de Apoio a Pesquisa - FAP. Vice coordenadora do Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da UNIARP. Membro da Comissão de Avaliação dos projetos de pesquisa do FAP e artigo 170.
Publicado
2013-08-20
Seção
Artigos