Conhecimentos das mulheres relacionados ao período do puerpério

  • Juciléia Adamchesk
  • Adriana Moro Wieczorkievicz
Palavras-chave: Enfermagem, Mitos, Puérperas

Resumo

O puerpério compreende o intervalo entre o nascimento do bebê e retorno dos órgãos ao estado não gravídico e ocorrem muitas transformações com a finalidade de restabelecer o organismo da mulher. Esta pesquisa teve como objetivo geral identificar os conhecimentos empíricos das mulheres frente às práticas sexuais após o parto e como objetivos específicos: Levantar o número de mulheres cadastradas em uma ESF que se encontram no período do puerpério; Identificar os conhecimentos empíricos das mesmas em relação ao puerpério; Conhecer os medos e dificuldades encontrados na retomada da atividade sexual após o parto e avaliar a influência de fatores socioeconômicos, tipo de parto, número de filhos em relação a retomada da atividade sexual. Trata-se de uma pesquisa de campo, de natureza qualitativa. A amostra foi composta por 20 puérperas cadastradas na Estratégia da Saúde da Família Bom Jesus do Município de Itaiópolis-SC, que se encontram no puerpério mediato e até seis meses após o parto, maiores de 18 anos. Pode-se observar que todas as mulheres realizaram consultas de pré-natal conforme preconiza o Ministério da Saúde, mas não obtiveram orientações satisfatórias em relação aos cuidados, medos e dificuldades que este período pode apresentar. Sendo assim o conhecimento empírico que trazem consigo culturalmente adquiridos, torna-se a única informação obtida. Grande parte das mulheres pesquisadas referiu sentir medo da dor e de engravidar novamente. A equipe de enfermagem tem papel fundamental na atenção da mulher, fornecendo orientações referentes ao período vivenciado e oferecendo suporte educativo para potencializar o autocuidado da puérpera.
Publicado
2013-08-20
Como Citar
Adamchesk, J., & Wieczorkievicz, A. (2013). Conhecimentos das mulheres relacionados ao período do puerpério. Saúde E Meio Ambiente: Revista Interdisciplinar, 2(1), 69-83. https://doi.org/10.24302/sma.v2i1.411
Seção
Artigos