Sobre a Revista

Foco e Escopo

A Revista de Medicina UnC é uma publicação da Editora UnC, organizada pelo Curso de Medicina da Universidade, que tem por finalidade a publicação de artigos de profissionais e estudantes de medicina e ciências afins, bem como a exploração de temas importantes para a formação médico-acadêmica. A Revista possui formato virtual, com acesso livre e gratuito com objetivo de criar um espaço democrático de debate acadêmico ao alcance de todos, norteado pela excelência da produção científica. Estamos no. Instagram!. Siga-nos em @editoraunc

 

Processo de Avaliação pelos Pares

A avaliação dos artigos tem a participação majoritária de avaliadores externos à Universidade do Contestado, incluindo pesquisadores de universidades brasileiras e do exterior, adotando o sistema de revisão duplo-cego (Double Blind Review).

O processo de avaliação de artigos, contempla vários passos. Inicialmente são examinados pelo editor para verificar se o conteúdo do artigo está alinhado com o foco temático da Revista de Medicina UnC e se o manuscrito foi preparado de acordo com as instruções para os autores. O editor poderá rejeitar o artigo se detectar:

(i) não atendimento do foco temático;

(ii) erros relativos às instruções aos autores;

(iii) redação inadequada, ou se o trabalho não contiver suficiente mérito científico ou tecnológico.

Neste primeiro momento os artigos passam pela verificação, para ter a garantia de que não haja problemas de plágio.

Os artigos aprovados nessa fase inicial serão enviados pelo editor para dois avaliadores ad hoc, especialistas no tema tratado pelo trabalho submetido. Os avaliadores receberão o manuscrito, sem nenhuma identificação dos autores, além do formulário de avaliação. Todos os avaliadores, quando convidados para tal função, receberão as diretrizes de avaliação do periódico. Em nenhuma etapa do processo, os avaliadores conhecerão a identidade dos autores, assim como, os autores não saberão a identidade dos avaliadores. O tempo de avaliação não deverá exceder a 20 dias da data do encaminhamento.

Os trabalhos serão avaliados por Revisores ad hoc, segundo os seguintes critérios:

(i) a contribuição e atualidade do conteúdo técnico-científico para a área;

(ii) a relevância científica;

(iii) a coerência entre objetivos, aspectos teóricos, material analisado (se for o caso) e considerações finais;

(iv) a clareza e qualidade da redação;

(v) a adequação às normas de publicação da revista.

 

O resultado da avaliação dos pareceristas poderá ser de quatro formas:

(i) Aprovação integral;

(ii) Aprovação condicionada à revisão;

(iii) Sugestão de encaminhamento para novo parecer, após feitas as revisões pelo(s) autor(es);

(iv) Rejeição.

Havendo pareceres contrários, os artigos serão encaminhados a um terceiro avaliador.

Finalmente, concluídas essas duas primeiras etapas, o artigo passa por uma última revisão do(s) editor(es), para posterior encaminhamento ao processo de formatação, edição e publicação. Com isso, em não havendo questões especiais a serem resolvidas nos manuscritos submetido na Revista de Medicina UnC o prazo médio entre a submissão e a publicação situa-se no intervalo entre dois e três meses.

As submissões serão realizadas exclusivamente através da plataforma digital da revista.

 

Periodicidade

Contínua

 

Política de Acesso Livre

A Revista de Medicina UnC oferece acesso livre, imediato e ilimitado ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que a disponibilidade gratuita e irrestrita do conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Política de Pagamento

Os artigos publicados na Revista de Medicina UnC não possuem fins lucrativos, sendo um meio para divulgação de conhecimentos e informações científicas que contribuam para o desenvolvimento da ciência. Assim sendo, a Revista de Medicina UnC não cobra do(s) autor(es) quaisquer taxas para submissão e publicação dos artigos.

 

Política de Plágio

A Revista de Medicina UnC utiliza a política de varredura de plágios para garantir que não haja ilicitude nos artigos, bem como garantir a originalidade da escrita. Os revisores são orientados a utilizarem meios eletrônicos para fazerem a varredura de possíveis plágios sendo indicados 4 ferramentas para tal ação: (i) Plagiarisma; (ii) Plagtracker; (iii) Duplichecker; (iv) Pesquisa Google.

 

Política de Licenciamento

A Revista de Medicina UnC descreve sua política de licenciamento, baseada no Guidelines on The Creative Commons. Adota a licença Atribuição Sem Derivações CC BY-ND. Esta licença permite a redistribuição, comercial e não comercial, desde que o trabalho seja distribuído inalterado, com crédito atribuído aos autores dos artigos. Informações adicionais sobre a licença podem ser obtidas no site https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0/legalcode

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

Declaração de Direito Autoral ou Transferência de Direito Autoral

O autor assume o compromisso de que o artigo é original, portanto, não ter sido publicado anteriormente, não infringindo direito autoral ou outro direito de propriedade de terceiros.

Ao submeter o seu texto para posterior publicação, o autor estará, automaticamente, cedendo os direitos autorais para a revista Revista de Medicina UnC. No entanto, as opiniões emitidas pelo(s) autor(es) são de responsabilidade dos mesmos.

A revista Revista de Medicina UnC, caso necessário, reserva-se o direito de efetuar alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical nos originais, com vistas a manter o padrão da língua, porém, respeitando o estilo do(s) autor(es).

 

Histórico da revista

A Revista de Medicina UnC é um veículo de divulgação científica do Curso de Graduação em Medicina e áreas correlatas da Universidade do Contestado, criada com o objetivo de disseminar o conhecimento e as reflexões relacionadas a saúde humana.

 

Patrocínio da Revista

Editora da UnC

 

DIRETRIZES DE CONDUTA ÉTICA

A revista Revista de Medicina UnC é signatária do documento de normas e conduta para publicação DORA.

Destacamos na sequência alguns aspectos em relação à conduta ética, como recomendações aos autores e, em casos especiais, a todos os atores envolvidos no processo de revisão ou editoração de textos a serem publicados na revista Revista de Medicina UnC.

 

Autoria

Referenciar os autores de um artigo científico garante que os mesmos recebam o crédito de autoria. Deixar de mencionar intencionalmente a relação de um autor com seu trabalho é considerada uma falta de conduta ética, que compromete a qualidade do artigo submetido num periódico científico. No mesmo sentido, é vedado incluir autores nos artigos que não tenham contribuído na sua construção, inclusive autores convidados, com o fim de aumentar as chances de publicação. Da mesma forma, é vedado incluir autores em artigos, sem a sua permissão.

Colaboradores que tenham contribuído parcialmente na construção do artigo, por exemplo, na revisão da escrita ou coleta de dados, devem ser mencionados em seção específica do artigo, evitando assim pseudo-autorias.

Quando qualquer fonte de informações é modificada deve ser claramente identificada no corpo do texto do artigo. É necessário descrever as modificações e obter anuência por escrito do autor da obra e encaminhado para o editor da Revista de Medicina UnC em documentos suplementares. Esta orientação é válida para modificações em figuras, tabelas, ilustrações, questionários validados e itens afins.

 

Plágio

Um dos tipos mais comuns de falhas na conduta ética é o plágio, ou seja, quando o autor intencionalmente usa o trabalho de outro autor, sem sua permissão, crédito ou conhecimento. O plágio pode se apresentar de diferentes formas, desde a cópia literal até a paráfrase.

A paráfrase só é permitida, dede que se mencione a fonte e não se mude o significado pretendido pelo autor original. Para evita desvios desta natureza, a Revista de Medicina UnC utiliza meios eletrônicos de varredura. Caso se detecte quaisquer tipos de plágio, o artigo é rejeitado e os autores são informados.

 

Fraude na pesquisa

Publicar dados ou conclusões que não foram gerados por experiências ou observações, mas por meio de invenção ou manipulação de dados, é considerada fraude na pesquisa. Para evitar fraudes desta natureza, pode ser requisitado que os autores enviem dados brutos que tenham sido utilizados na pesquisa, motivo pelo qual se recomenda aos atores de artigos fazerem o armazenamento dos dados utilizados.

O mesmo se aplica aos casos de manipulação de imagens ou quadros, que impliquem em alteração de características específicas do original. Em caso de necessidade, o autor deve ter a anuência do autor, exceto quando se trate apenas de melhora na sua clareza.

 

Conflito de interesses

Interesses ou lealdades conflitantes, relacionados a questões financeiras ou crenças, que possam afetar a objetividade ou indevidamente influenciar ações de pessoas envolvidas no processo de publicação, podem interferir na lisura de publicações científicas, podendo envolver autores, revisores ou agências que por ventura proveram recursos para a pesquisa. Caso haja, devem ser informados no momento da submissão do artigo, incluindo documento nas informações complementares, no formato de carta ao editor.

A confiabilidade pública no processo de revisão por pares e a credibilidade de artigos publicados dependem em parte de como os conflitos de interesses são administrados durante a redação, revisão por pares e tomada de decisões pelos editores.

Conflitos de interesses podem surgir quando autores, revisores ou editores possuem interesses que, aparentes ou não, podem influenciar a elaboração ou avaliação de manuscritos. O conflito de interesses pode ser de natureza pessoal, comercial, política, acadêmica ou financeira.

Quando os autores submetem um manuscrito, eles são responsáveis por reconhecer e revelar conflitos financeiros ou de outra natureza que possam ter influenciado seu trabalho. Os autores devem reconhecer no manuscrito todo o apoio financeiro para o trabalho e outras conexões financeiras ou pessoais com relação à pesquisa.

O avaliador deve revelar aos editores quaisquer conflitos de interesse que poderiam influir em sua opinião sobre o manuscrito, e, quando couber, deve declarar-se não qualificado para revisá-lo.

Se os autores não estiverem certos do que pode constituir um potencial conflito de interesses, devem contatar a secretaria editorial da Revista.

 

Submissões simultâneas, publicações múltiplas e/ou duplicadas

Os autores de artigos, ensaios ou resenhas têm a obrigação de certificar que o trabalho submetido à revista Revista de Medicina UnC seja baseado em reflexão ou pesquisa original e nunca antes ter sido publicado, situações que, desde que feito intencionalmente, é considerado quebra de ética.

Isso implica que é vedado submeter um artigo em mais de um periódico simultaneamente, da mesma forma que se deve evitar submeter artigos que descrevam essencialmente a mesma pesquisa em periódicos diferentes, mesmo que apresentem título ou partes do texto diferentes. No caso de o autor pretender publicar o artigo em outro país ou língua diferente, é necessário entrar em contato com a equipe editorial da revista, para avaliar a situação e autorizar ou não tal procedimento.