Hannah Arendt e o conceito de espaço público

Mauro Sérgio Santos da Silva, Dennys Garcia Xavier

Resumo


Este artigo tem como mote fundamental a investigação dos elementos centrais da genuína noção de espaço ou esfera pública a partir do pensamento político de Hannah Arendt. Porquanto, apresentaremos, inicialmente, os aspectos centrais de A Condição Humana (2007),enfatizando a atualidade desta obra dedicada em boa parte a esta discussão. Discorreremos sobre as três dimensões da vida ativa, quais sejam, o labor, o trabalho e a ação e sobre a referência de Arendt ao paradigma político grego: a polis (cidade-estado). Em seguida, investigaremos as três características essenciais da esfera pública conforme a autora: mundo ou artefato humano, espaço da visibilidade e da aparência, esfera da pluralidade humana. Nesse ínterim, apresentaremos também, em consonância com o Trabalho Obra e Ação (2005), questões pertinentes a esta discussão, trazidas à baila pela publicação deste texto no Brasil. Por fim, objetivamos demonstrar a originalidade da noção de esfera ou  espaço público da autora alemã de origem judaica, exilada nos Estados Unidos no século findo.

 


Palavras-chave


Arendt. Espaço Público. Política. Ação. Pluralidade.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.24302/prof.v2i1.856

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSNe 2358-6125