Estratégias de prospecção de novos associados em uma cooperativa de crédito em Rio Negro – PR

Autores

  • William Eduardo Ziliotto UNC - Universidade do Contestado.
  • Lorineia Burtet Valerio Universidade do Contestado.

DOI:

https://doi.org/10.24302/agora.v18i2.333

Palavras-chave:

Cooperativa de crédito. Estratégias. Prospecção.

Resumo

Este estudo se refere a estratégias de prospecção de novos associados em uma cooperativa de crédito em Rio Negro – PR. A prospecção de novos associados tem papel fundamental no sucesso do negócio, pois quanto mais os associados utilizam os produtos e serviços oferecidos, maiores serão os benefícios, tanto para a cooperativa, que cresce e aumenta a participação no mercado, como para o associado, que tem participação nos resultados. O estudo se baseou na identificação do perfil das pessoas físicas de Rio Negro e Mafra, suas necessidades financeiras e na criação de uma estratégia de prospecção que satisfaça as necessidades da cooperativa. Na pesquisa bibliográfica, os temas abordados foram, a teoria da administração, planejamento estratégico, ciclo PDCA, marketing, marketing bancário, satisfação dos clientes, teoria das necessidades de Maslow e prospecção de clientes. Os procedimentos metodológicos utilizados foram o exploratório e o descritivo, com a utilização de um questionário para a coleta de dados. Com a pesquisa, constatou-se que expressiva parte da população pesquisada não conhece o sistema e não possui conta em uma cooperativa de crédito. Frente a esta realidade, foram propostas doze estratégias utilizando o ciclo PDCA. Com essas estratégias a cooperativa poderá estruturar um plano de ação que auxilie na prospecção de novos associados.

Biografia do Autor

William Eduardo Ziliotto, UNC - Universidade do Contestado.

Administração.

Publicado

2013-12-05

Como Citar

Ziliotto, W. E., & Valerio, L. B. (2013). Estratégias de prospecção de novos associados em uma cooperativa de crédito em Rio Negro – PR. Ágora : Revista De divulgação científica, 18(2), 161-192. https://doi.org/10.24302/agora.v18i2.333

Edição

Seção

Artigos