VENTILAÇÃO MECÂNICA: AVALIANDO O CONHECIMENTO DOS ENFERMEIROS

Autores

  • Fátima Rodrigues da Silva Universidade do Contestado
  • Irany Achiles Denti Universidade Regional Integrada, Campus de Erechim

DOI:

https://doi.org/10.24302/agora.v16i2.28

Palavras-chave:

Ventilação mecânica, Enfermeiros, Pacientes, Unidade de Terapia Intensiva

Resumo

Nesta pesquisa sobre Ventilação Mecânica (VM), buscou-se avaliar o conhecimento dos enfermeiros de um Hospital geral de referência regional para o Sistema Único de Saúde (SUS), a respeito do tema, dada a importância do preparo para lidar com os ventiladores mecânicos. O estudo, que teve uma abordagem quantitativa, utilizou como instrumento, para a coleta dos dados, um questionário com sete questões objetivas. Para a análise e interpretação dos resultados, foi utilizada a estatística descritiva. Constatou-se que, de um modo geral, os enfermeiros entrevistados possuem um razoável conhecimento em relação aos sinais que demonstram dissincronia entre paciente e ventilador mecânico, bem como, a respeito dos modos ventilatórios, aos quais, o paciente poderá ser submetido. Outrossim, chegou-se à conclusão de que alguns conhecimentos são adquiridos em nível de especialidades e outros derivam das informações absorvidas através da experiência, de práticas diárias de literatura, de teorias, idéias e conceitos que, por sua vez, servem de base para a construção do saber.

Biografia do Autor

Fátima Rodrigues da Silva, Universidade do Contestado

Enfermeira, Especialista em Terapia Intensiva, aluna do curso de pós-graduação em Terapia Intensiva modalidade Formação para o Magistério Superior, Especialista em Educação Profissional na Área da Saúde.

Irany Achiles Denti, Universidade Regional Integrada, Campus de Erechim

Enfermeiro, Especialista em Saúde Pública, Mestre em Assistência de Enfermagem, Coordenador do curso de Enfermagem da Universidade Regional Integrada, Campus de Erechim.

Como Citar

Silva, F. R. da, & Denti, I. A. (1). VENTILAÇÃO MECÂNICA: AVALIANDO O CONHECIMENTO DOS ENFERMEIROS. Ágora : Revista De divulgação científica, 16(2), p. 71-79. https://doi.org/10.24302/agora.v16i2.28

Edição

Seção

Artigos